7 coisas que você aprende quando faz um intercâmbio

by - 01:56

Sabbag Fe
Muitas pessoas têm o sonho de fazer um intercâmbio. Eu era uma dessas pessoas e há exatos 5 meses, estou morando no estado de Maryland, nos Estados Unidos. Viver longe do Brasil, da minha família, namorado e amigos me fez perceber muitas coisas e se você já fez um intercâmbio, você vai se identificar - e se ainda pretende fazer, já vai se preparando para essas coisas.

1. Você vai sentir muita falta da comida brasileira
Sabe aquele arroz e feijão que a gente como todo dia? O pão francês de manhã, o café, a farofa? Mesmo que você encontre para comprar no lugar que você está, as chances de o sabor não ser o mesmo são muito grandes. E mesmo assim, quando você tiver a oportunidade de comer algo que comia sempre no Brasil, vai sentir um gostinho de lar que não dá para explicar.

2. Aprender outro idioma é descobrir um universo novo
Nós experienciamos o mundo com os nossos sentidos e isso é convertido em pensamentos em nossa cabeça, e a nossa mente, por sua vez, trabalha com a nossa língua materna. Quando você aprende outro idioma, você descobre outro jeito de ver o mundo; outras palavras com as quais você vai sentir o universo ao seu redor. É mágico!

3. Não existe lugar perfeito
Estou nos EUA, e muitas pessoas no Brasil são apaixonadas pelos Estados Unidos. Realmente, nós brasileiros consumimos bastante cultura americana. De filme à música, nosso dia a dia está entrelaçado com o que é produzido na terra do tio Sam. Por essas e outras, as pessoas têm a ilusão de que tudo é perfeito aqui, que tudo funciona bem, que é tudo maravilhoso. Mas na realidade, é um país como qualquer outro. Tem seus pontos fracos e defeitos, assim como têm qualidades também.

4. A realidade é outra
Uma coisa que notei é que ser pobre nos EUA e ser pobre no Brasil não significa a mesma coisa. A qualidade de vida é diferente. O poder aquisitivo é maior, sim. Dá para comprar mais coisas com 100 trumps nos EUA do que com 100 temers no Brasil. Por outro lado, aspectos como a saúde pública, são melhores no Brasil do que nos EUA. Pois é.

5. Você vai se enxergar de outra forma
Um livro chamado "Entre quatro paredes", de Jean-Paul Sartre, traz uma ideia que é muito real: nós construímos a nossa autoimagem através do contraste com o outro, nos construímos no outro. Eu sei que sou baixa, porque vejo o outro que é maior do que eu, por exemplo. Estando em outro país, você vai ter contato com pessoas diferentes das que está habituado e isso mudará totalmente a sua percepção de mundo e, automaticamente, a percepção que você tem de si próprio.

6. Você nunca mais se sentirá completo
Essa pode soar triste, mas é fato. Quando você se relaciona com outras pessoas, elas se tornam parte da sua vida. A partir do momento que eu cheguei aqui, e comecei a conviver com a minha host family - em especial as crianças - comecei a criar um vínculo muito grande. Hoje, eles são uma parte muito importante da minha vida, mas eu tenho plena consciência que em determinada data, voltarei para o Brasil. Daí em diante, eu viverei uma vida na qual não poderei conviver com eles como antes. Ou, em outras palavras, um pedacinho meu sempre ficará aqui.

7. Você vai descobrir se é ou não uma boa companhia para você mesmo
Em um intercâmbio como o meu, você tem muitas oportunidades de ficar sozinho. Muitas vezes, nem tem escolha: está sozinho e pronto. Sair sozinha para ir em lojas ou cinema, fazer compras ou ficar no quarto escrevendo para o blog, gravando vídeo ou lendo um livro são coisas corriqueiras para mim. Estou aprendendo a ser uma boa companhia para mim mesma, o que é um grande desafio para alguém que cresceu em uma família grande e sempre tinha alguém em volta ou perguntando o que eu estava fazendo.

Essas foram algumas das coisas que aprendi morando longe de casa. E aí, qual foi o item que mais te surpreendeu da lista? Comente aqui embaixo.

You May Also Like

0 comentários