Lições sobre cachorros e humanos de rua

by - 14:34



Naquela manhã saí, como de costume, para fazer minhas visitas. Sou Agente Comunitária de Saúde, e nessa rotina de ACS já vi e vivi muitas coisas. Então, naquela manhã, eu era apenas uma ACS fazendo suas visitas diárias. Não sei ao certo que dia era, mas certamente era uma terça ou uma quinta-feira. Como sei disso? É nesses dias que o caminhão do lixo passa.

Bati à porta de uma gentil senhora e fiz minhas perguntas corriqueiras. Entre os “Como está a sua saúde?” e “A senhora está tomando seus remédios certinhos?” aconteceu algo inusitado. 

Observávamos dois coletores juntando os sacos de lixos da rua em um montinho maior, enquanto o caminhão não passava. Um cachorro de rua parecia bem amigável com os coletores, andando atrás deles com o rabinho apontando para cima e balançando alegremente. Quando o caminhão se aproximou, um dos coletores começou a jogar os sacos de lixo na traseira enquanto o outro foi até a cabine do caminhão. Este homem voltou com um pedaço grande de linguiça cambuí e jogou para o cachorro, que ficou muito alegre ainda com seu presente. O caminhão e os coletores sumiram de vista pouco depois, dobrando uma esquina qualquer, e o cachorro foi até a calçada próxima aproveitar sua refeição – era a mesma calçada na qual eu estava, alguns metros longe.

Na esquina dessa calçada havia um bar e neste bar, vários homens alcoolizados. Eu já sabia que ali era um local onde homens embriagados – e algumas vezes drogados – ficavam horas e horas do dia.

Foi rápido.

Um desses homens que estavam na esquina roubou a cambuí do cachorro de rua. Ele sumiu dentro do bar alguns minutos e voltou com a linguiça picada em rodelas dentro de um prato, e logo os homens da esquina estavam comendo juntos o alimento que furtaram de um cachorro de rua.

Eu e a mulher que citei ficamos chocadas com o acontecido. Continuei minha rotina de visitas, mas aquele acontecimento ficou na minha cabeça. Algo me incomodava, e eu não explicar exatamente o quê.

Hoje eu enxergo o absurdo: homens adultos roubando comida de um cachorro de rua. Provavelmente enxaguaram um alimento que veio da boca de um cachorro e dividiram entre si. Além, é claro, da falta total de higiene nessa ação, penso na questão moral e no quanto o ser humano pode ser miserável. Aquele cachorro abandonado na rua, certamente por um humano, parecia mais próximo de mim do que aqueles homens que o roubaram. E em sua fragilidade enquanto animal, foi enganado e perdeu sua refeição. Qual seria a próxima e se teria uma próxima eram questões que sua inteligência canina não deve ter sentido no momento. E, ao mesmo tempo, sentia-me mal por aquelas pessoas que achavam OK roubar comida de um cachorro. Se estavam em um bar, bebendo, entendo que têm um vício, mas se tem dinheiro para comprar cervejas e pingas, por que não comprar sua própria refeição? Às vezes temos a oportunidade de sermos pessoas melhores e desperdiçamos.

Mas sabe de uma coisa? Depois de matutar muito sobre esse caso, acabei me lembrando de outros humanos; aqueles que tiraram um tempinho do dia para comprar e trazer um alimento para um cachorro de rua. Sim, aqueles coletores. E depois de pensar na atitude bonita deles, me senti melhor com a humanidade. Porque às vezes a vida dá oportunidade de sermos pessoas melhores e algumas pessoas simplesmente arrasam sendo os melhores seres humanos do mundo.

Fonte da imagem: https://bit.ly/2L7YqYJ

You May Also Like

0 comentários