Cap. 6 - Cúmplices

by - 19:38


ATENÇÃO! ESSE POST É UMA CONTINUAÇÃO. SE CHEGOU AQUI POR ENGANO, TE ACONSELHO A LER OS CAPÍTULOS ANTERIORES.

Acordei totalmente tonta, faminta e desnorteada. As paredes que me cercavam não eram familiares, e no começo aquilo me assustou.

– Calma, meu amor. Estamos na mansão Cullen. – Jacob logo veio me acalmar.

–Heather. – Pedi.

– Está um pouco melhor. Você sabe, ela nasceu antes do tempo. Me desculpe por isso, Ness. Se eu não tivesse te assustado daquele jeito…

– Eu preciso amamentar ela, Jacob.

– Ah, sim, Carlisle ressaltou a importância dela se alimentar do leite materno, enquanto ainda está na incubadora. Embora tenhamos alimentado ela através de soro, seria bom se você tirasse um pouco de leite. – Ele disse com simplicidade e me ofereceu uma mamadeira.

Bati a mão naquele objeto, atirando-o longe.

– Você está doido? Eu posso alimentá-la muito bem sem isso. É só me trazer minha filha. Eu sou a mãe, ouviu? Sou a mãe. Qual é o problema de vocês?

– Na verdade, Jasper acha que você está com um problema.

Franzi o cenho. Ele não podia estar falando sério.

– E você acredita nele?

– Não sei. Você está estranha, isso é incontestável. Está fazendo e dizendo coisas que não são de seu feitio. E essa possessão com a Heather não é saudável.

– É claro que sou possessiva. Ela é nossa filha! – Apelei para o lado emocional dele. – Jake. – Chamei e toquei seu rosto, passando todas as lembranças de como era sentir Heather dentro de mim, como eu sentia quando ela se mexia, e o amor imenso que eu tinha por ela. Só quero cuidar da nossa filha. Esse foi o último pensamento que passei para ele.

Ele olhou-me nos olhos e sorriu.

– Nós vamos cuidar dela. Eu acredito em você, Ness. Não tem nada errado com você. Vamos levar nossa filha para casa.

– Ela está boa o suficiente para isso?

– Sim, ela se recupera bem rápido na verdade. Ela também cresce mais rápido que um bebê normal. Não tanto quanto você crescia, mas ainda assim é rápido. A mamadeira era apenas um teste.

– Teste para quê? Para saber se eu não queria alimentar a Heather diretamente em mim?

Ele estralou a língua.

– Nada disso. Jasper achou que você podia estar com depressão, que você rejeitaria a Heather.

– Mas isso é ridículo! Por que eu rejeitaria nossa filha?

Jacob beijou o topo de minha testa.

– Não se preocupe com isso. No dia em que nos casamos, eu prometi amá-la e respeitá-la para sempre. Nos tornamos amigos, amantes e cúmplices. E eu não vou te abandonar só porque seu tio acha uma coisa que não é verdade. Eu vi em seus pensamentos o quanto a Heather é importante para você.

– Claro que ela é. – Reforcei, feliz de ter mostrado para ele como eu me sentia.

Que ideia, a de Jasper! Eu nunca rejeitaria minha Heather.

Nunca diga nunca. A voz de Edward ribombou na minha mente, como um presságio ruim.

– Nunca. – Repeti deixando claro que essa era exatamente a palavra que eu queria.

– Nunca o quê? – Jacob perguntou.

– Nunca vou rejeitar nossa filha.


You May Also Like

0 comentários