Cap. 9 - Se eu não te amasse tanto!

by - 07:39


ATENÇÃO! ESSE POST É UMA CONTINUAÇÃO. SE CHEGOU AQUI POR ENGANO, TE ACONSELHO A LER OS CAPÍTULOS ANTERIORES.
 
Aquelas lágrimas de alegria que estavam nos meus olhos acabaram escapando. Contudo, quando elas escorreram pelo meu rosto, não era a felicidade de revê-la que vazava da minha alma.

Eu não soube o que dizer em resposta. Minha vontade era de correr para os braços de Jake, e então ele me pegaria no colo – como quando eu era criança – e me prometeria que tudo ficaria bem. E tudo realmente ficaria bem.

Mas eu não era mais criança.

Jacob sorriu, porém seu sorriso não era verdadeiro. Seus olhos eram frios, duros.

– Que isso, querida. Diga um olá para a mamãe. Nós sentimos muito a falta dela, não foi? – Falou para Heather.

– Eu não senti falta nenhuma.

Ela correu de trás dele e mostrou a língua para mim, antes de entrar em seu quarto e bater a porta.

Fiquei encarando Jake, como se ele pudesse solucionar todos os meus problemas.

– Jake, por favor… – Comecei a implorar, mas ele me interrompeu.

– Vai ter que ter paciência com ela, Renesmee.

Agora era ele também. Renesmee, Renesmee. Ele só me chamava assim, quando estava muito bravo comigo.

– O que aconteceu com o “Nessie” ou “Ness”? – Tentei brincar.

– Me diz você. – Ele devolveu.

Em seguida, ele foi até a porta do quarto da Heather e bateu na porta.

– Não quero te ver! – Heather gritou.

– Sou eu, Heather. Abra a porta.

–Não… – Ela choramingou. – Você vai querer que eu fale com ela.

–Não, filhota. Papai só quer conversar com você.

Silêncio.

Pouco tempo depois, ela abriu a porta para Jacob, mas fechou-a assim que ele entrou.

– Não quero ver essa mulher! – Ela choramingou. – Nunca mais! Manda ela ir embora. Não quero que ela volte para cá...

Incapaz de ouvir mais, eu saí dali, indo em direção a floresta. Porém, não fui muito longe.

Muitos anos atrás, eu parti dali. Ninguém sabia o porquê, somente eu.

Foi por amor.

Eu senti que tinha algo errado comigo, e eu estava certa. Tive que me afastar, antes que fizesse algo de mal contra minha Heather. Como eu podia continuar ali, sabendo no meu íntimo que eu podia machucar minha própria filha?

E esse mesmo amor fez com que eu parasse a apenas 300 metros da casa, me sentasse na raiz de uma árvore e chorasse baixinho. Encostei a cabeça no meu joelho, e deixei as lágrimas vazarem.

Porque não importava o quanto fosse difícil, eu ia voltar lá e ia reconquistar o amor daqueles dois, porque eles eram a razão da minha existência.

Capítulo anterior

You May Also Like

0 comentários