Cap. 10 - Quase

by - 07:52


ATENÇÃO! ESSE POST É UMA CONTINUAÇÃO. SE CHEGOU AQUI POR ENGANO, TE ACONSELHO A LER OS CAPÍTULOS ANTERIORES.

Não percebi quanto tempo fiquei ali chorando. Só soube que era tarde quando uma mão quente tocou meu ombro, e eu dei um pulo de susto. Percebi que o céu começara escurecer e que eu havia dormido.

Jake me encarava sério.

– Levei ela para o Billy. – Falou simplesmente, e caminhou em direção a casa.

Sem entender muito bem a situação, segui-o até nosso antigo lar. Enquanto caminhávamos reparei o quanto ele estava tenso. Os músculos das suas costas enrijecidos despertaram em mim o desejo de fazer-lhe uma massagem relaxante, seguida por sexo. Eu sabia que isso era o que mais deixava o Jacob relaxado. Um sorriso surgiu no meu rosto, quando me lembrei de como as coisas eram simples antes daquilo acontecer.

– Por que você voltou? – Indagou fazendo-me perder os fios dos meus antigos pensamentos.

– Porque eu amo a Heather… amo vocês dois. – Completei.

– Não acha que é meio tarde para pensar nisso? Por que não pensou no quanto amava a gente, antes de nos abandonar?

O que doeu mais foi o descrédito passado na palavra “amava”. Ele não acreditava em mim, não acreditava que o amava genuinamente. 

– Você não sabe o que está dizendo, Jacob. Eu… tive que ir. Estava pensando em vocês. – Me justifiquei.

– Não. Você estava pensando só em você. Se estivesse pensando na Heather, você não teria abandonado ela assim. Eu tento ser pai e mãe, mas eu sei a falta que faz ter uma mãe. Ainda mais quando se é uma garota.

Olhei nos olhos dele, me lembrando de uma discussão que tivemos, no dia em que a Heather nasceu. Eu havia dito “O que você sabe sobre ser mãe? Você nunca teve mãe mesmo.”. Agora eu podia entender a profundidade da minha loucura. Como pude tocar em um assunto tão doloroso para ele, como se não fosse nada?

– Jacob, me desculpe. Sobre aquela vez, aquilo que eu te disse… Você sabe, no dia que a Heather nasceu. Você é um cara incrível. Ter tido ou não uma mãe, não diminui a pessoa maravilhosa que você é.

Por um instante, ele ficou sem palavras. Ficou me olhando, procurando mentira no fundo dos meus olhos, mas não encontrou. Eu estava sendo sincera.

Ele mudou de assunto.

– A Heather sente sua falta. Ela tem raiva de você, porque ela não aceita você a ter abandonado. Eu sempre falei sobre você, mas não podia mentir. Disse que saiu, só que eu não sabia quando você ia voltar. E ela te esperou muito tempo. Hoje, ela tem mágoa de você. Ela cansou de te esperar.

Suspirei, digerindo aquilo tudo. Eu merecia a raiva dela. Embora eu tenha tido um bom motivo para ir embora, não posso esperar que uma criança de aparentemente 9 anos entenda isso. Mas Jake podia entender.

Então, eu começaria com o perdão dele.

Espalmei a mão no peito dele, e olhei para cima, em seus olhos. O coração dele acelerou sob minha palma.

– E você, Jacob? Sentiu minha falta?

Ele respirava mais rápido e olhava dentro dos meus olhos. Estava desconfiado. Ele fechou os olhos, e se abaixou em minha direção. Senti seu hálito quente em meu rosto, e meu coração foi a milhão. Até parecia que nossos corações estavam disputando qual batia mais rápido.

Seus lábios quase tocavam os meus. Entreabri os meus para recebê-lo.

Um frio percorreu minha espinha, quando senti seus lábios tocarem os meus de leve.

Subitamente ele se afastou.

– Isso… não importa mais. Você foi embora e nada mudará isso.

Capítulo anterior

You May Also Like

0 comentários