Cap. 18 - Meu felizes para sempre

by - 10:59


ATENÇÃO! ESSE POST É UMA CONTINUAÇÃO. SE CHEGOU AQUI POR ENGANO, TE ACONSELHO A LER OS CAPÍTULOS ANTERIORES.

Na manhã seguinte, acordei com grandes olhos de chocolate vidrados em mim. Arrisquei desejar um bom dia para Heather. Talvez eu ainda estivesse perdoada.

Um sorriso surgiu em seus lábios.

– Bom dia. – Respondeu-me. Em seguida, ela pulou da cama, e correu para o banheiro.

Já estava achando que ela estava fugindo de mim, quando ela gritou. “Mamãe, faz o meu café-da-manhã?” Respondi um sim, e prontamente comecei a preparar algo para comer. Quando se sentou à mesa, ela estava praticamente quicando de excitação. Parecia que, para ela, eu estar ali fazendo o café era a melhor coisa do mundo; como um sonho se realizando.

Coloquei um prato cheio de panquecas na frente dela. Heather tentou comer a primeira, mas Jake entrou na cozinha nesse momento, roubou-a de sua mão, e começou a correr.

– Volte aqui agora! – Ela gritou para ele.

Jake sorriu zombeteiro, e continuou sua fuga. Era engraçado, o modo como Heather perseguia ele, sem sucesso, e ele rindo como uma criança. “A palavrinha mágica.” Ele instruiu. “O senhor poderia, por favor, devolver a minha panqueca?” Ela pediu, toda formal.

Ele entregou para ela.

– Mãe, ele parece uma criança. – Ela reclamou para mim.

– Acho que ele ainda é uma criança. – Respondi com um sorriso.

– Mas ele é grande, não é? Ah, deixa para lá, eu gosto dele assim mesmo.

– Ei! Eu sou apenas um adulto divertido, ok?

– Sei, sei. – Eu disse da mesma forma que Jake costumava dizer.

Heather e Jacob me encararam ao mesmo tempo, e caíram na gargalhada.

– Ela fala como você! – Heather exclamou.

– É porque eu sirvo de espelho para os outros. Isso é coisa de adulto. – Ele afirmou em tom de brincadeira, me deu um abraço e um beijo nos lábios.

Antes que eu tivesse tempo de retribuir, Heather se enfiou entre nós para participar do abraço e ficou olhando para cima, para nós dois.

Naquele momento eu sabia que tinha encontrado o meu “felizes para sempre”.

Nota da autora: Sabe de nada, inocente!

You May Also Like

0 comentários