Literatura Indígena, Indianista e Indigenista: você sabe a diferença?

By Thaw - abril 10, 2020

R7

Dia 19 de abril é o dia do Índio e eu gostaria de propor um aprofundamento do assunto. 

Como regra geral, nos lembramos dos índios no dia do índio apenas para pintar um desenho e talvez ouvir alguma lenda curta sobre eles. Mas a realidade é que os indígenas são os nossos ancestrais, apesar da supervalorização literária apenas do que é europeu. 

O Brasil é um país bastante miscigenado, o que não faz com que abracemos todas as culturas que nos formam. 

Pode-se dizer que o Brasil é, em sua maioria, resultado da mistura de portugueses, indígenas e africanos. Aqui não vou entrar no mérito de discutir tribos (indígenas ou africanas), ou como essa base social se deu, e sim me concentrar em falar um pouco sobre a diferença entre literatura indígena, indianista e indigenista. E se você, assim como eu, achava que se a história fala de índio ou de lenda indígena, trata-se de literatura indígena, esse post é pra você.

Literatura Indígena

A Literatura Indígena é aquela produzida por índios propriamente ditos. Pode ser escrita em outro idioma, visto que não são todas as tribos indígenas que falam/escrevem o português. Geralmente retratam lendas e histórias próprias da cultura indígena. 

Literatura Indianista

A Literatura Indianista tem o índio como personagem, mas é escrita por não-índios. Mais especificamente, trata-se dos escritos do período do Romantismo brasileiro, que buscava representar o índio a partir do olhar de não-índios, o que muitas vezes corresponde a uma imagem romantizada ou caricata que não condiz com a realidade.

Literatura Indigenista

Já a Literatura Indigenista fala da vivência do povo indígena com um olhar mais aproximado. Assim como a Literatura Indianista, é escrita por não-índios, porém está mais próxima da Literatura Indígena, no sentindo de retratar lendas e mitos da cultura indígena, ainda que por um ponto de vista de um não-índio. 

Espero que esse post tenha te ajudado a entender as diferenças. Vamos voltar ao longo do mês com mais posts dedicados ao índio e sua literatura. 

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários